Únase a getAbstract para acceder al resumen.

A Importância das Pequenas Decisões

Únase a getAbstract para acceder al resumen.

A Importância das Pequenas Decisões

Simplicidade: design, tecnologia, negócios e vida pessoal

MIT Press,

15 mins. de lectura
9 ideas fundamentales
Texto disponible

¿De qué se trata?

Muitas das pequenas decisões que os indivíduos tomam se combinam para criar cultura e gerar evolução.


Avaliação Editorial

8

Qualidades

  • Analítico
  • Panorama Geral
  • Cativante

Recomendação

Os seres vivos, grupos e sociedades evoluem biológica e culturalmente à medida que se adaptam a circunstâncias tão específicas quanto, por exemplo, o destino dos filhotes de leão quando sua mãe é atingida por um raio. Michael J. O'Brien, R. Alexander Bentley e William A. Brock abordam os desafios atuais relativos ao  processamento de informações e tomada de decisão e os colocam em um contexto evolutivo mais amplo. Eles discutem mudanças na maneira como as pessoas se adaptam e tomam decisões, e ilustram estas mudanças com exemplos tão antigos quanto os machados de pedra e tão contemporâneos quanto o renomado quarterback da Liga Nacional de Futebol Americano, Tom Brady.

Resumo

Pequenas mudanças se acumulam para criar a evolução cultural.

Por que os caçadores-coletores iniciaram sociedades agrícolas há cerca de 10 mil anos continua sendo uma questão arqueológica essencial. Os arqueólogos acreditavam que a agricultura emergia em apenas alguns lugares e depois se espalhava. O pensamento contemporâneo afirma que a agricultura surgiu várias vezes e em vários lugares. Uma teoria sugere que as pessoas subiram uma “escada do progresso”, começando como selvagens, tornando-se bárbaros e depois alcançando a civilização. Os pensadores do século XIX explicaram as diferenças culturais argumentando que diferentes sociedades “pararam” durante essa progressão.

Os indivíduos não decidem para quais eventos sua cultura estaria preparada ou qual caminho uma sociedade deveria seguir. O que importa é o impacto evolutivo das pequenas decisões agregadas. Em seu livro de 1984, The Origins of Agriculture, o botânico e arqueólogo David Rindos afirmou que o nascimento da agricultura avançou em fases. O seu modelo enfatiza a escolha individual e a inovação e argumenta que a ação humana evoluiu juntamente com o plantio. As pessoas fazem escolhas intencionais, ...

Sobre os autores

Michael J. O'Brien, PhD, é reitor e professor de história na Texas A&M – San Antonio. R. Alexander Bentley, PhD, é presidente de antropologia da Universidade do Tennessee. William A. Brock, PhD, é professor emérito de economia da Universidade de Wisconsin-Madison.


Comente sobre este resumo

Mais deste tópico

Dos mesmos autores

Os clientes que leem esse resumo também leem