Resumo de A Coisa Mais Importante

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

A Coisa Mais Importante resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Aplicável
  • Para Iniciantes
  • Cativante

Recomendação

O investidor em valor vitalício (LTV) Howard Marks conseguiu destilar sua abordagem e experiência em um texto conciso e focado, cheio de dicas para aqueles que procuram uma forma de avançar nos mercados financeiros atuais. O livro, uma compilação de boletins preparados por Marks para investidores, contém capítulos excepcionais sobre gestão de riscos, investimentos na “contramão” e psicologia do mercado, bem como uma análise convincente do investimento em valor. Embora seja um pouco repetitivo, getAbstract recomenda este livro a todos os investidores sérios que estejam interessados em rever os “princípios fundamentais” da arte de se fazer bons investimentos.

Sobre o autor

Howard Marks é presidente e co-fundador da Oaktree Capital Management, uma empresa de investimentos que gere atualmente US $ 80 bilhões.

 

Resumo

Mais Arte do que Ciência

Investir tem muito em comum com a arte, pois ambos exigem abordagens intuitivas e flexíveis. Ao contrário da ciência pura, onde os praticantes podem replicar os resultados de forma consistente, os investidores nunca devem “rotinizar” o seu sucesso. Caso queira ter retornos acima da média do mercado, você deve cultivar um “insight superior”, ou o que o lendário investidor Benjamin Graham chamou de “traço de sabedoria”.

Grandes investidores aprendem a raciocinar de forma diferente do resto do grupo. Eles desenvolvem um “segundo nível de pensamento”, uma maneira de agir e analisar informações que se desvia da norma. O segundo nível de pensamento exige um exame cuidadoso dos possíveis resultados, probabilidades e expectativas, bem como a compreensão de como avaliar o preço atual de uma ação em relação a cenários futuros. No entanto, a maioria dos investidores são “pensadores de primeiro nível” que seguem a multidão e consideram apenas os fatores óbvios. Por exemplo, quando os mercados estão em crise, quem raciocina no primeiro nível pensa instintivamente em vender; os investidores do segundo nível conseguem comprar com tranquilidade no pânico generalizado...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Criptoativos
8
Narrativas e Números
8
Implacável Mundo Novo
8
Blockchain Revolution
9
Relatório Sobre os Riscos Globais de 2018
9
O Fim do Século Asiático
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo