Resumo de A Guerra à Ciência

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

A Guerra à Ciência resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

9

Qualidades

  • Inovativo

Recomendação

O jornalista Shawn Otto argumenta convincentemente que interesses especiais, personalidades da mídia, empresas e políticos lobistas, sem nenhum respeito pela ciência e método científico, têm influenciado uma população desinformada, ao desacreditar e deturpar a ciência e os fatos. Ele acredita que, se a ciência perder a atual guerra contra ela, isso será o fim do conhecimento sobre o que está acontecendo à nossa volta. Ele descreve a evolução da atual desconfiança na ciência até o começo da era atômica e depois até o início da década de 1960, quando um vírus de dúvida apareceu subjacente à ostensão da missão à lua. O conceito de objetividade também perdeu credibilidade com o pós-modernismo e a Nova Era. Desta maneira, começou a tentativa de desacreditar a ciência, a que se assiste atualmente em debates sobre as mudanças climáticas, serviços de saúde e imigração, e a marginalização dos cientistas pela administração do presidente dos EUA Donald Trump. Embora sempre politicamente neutra, a getAbstract recomenda o relatório oportuno, bem fundamentado e bem escrito de Otto.

Sobre o autor

O jornalista Shawn Otto é também o autor de Fool Me Twice: Fighting the Assault on Science in America e do romance Sins of Our Fathers. Produtor do filme House of Sand and Fog e cofundador do ScienceDebate.org, foi premiado por promover o debate público sobre ciência nos EUA.

 

Resumo

Conhecimento novo

À medida que o século XXI avança, a ciência vai criar uma gigantesca onda de conhecimento novo, particularmente na compreensão da natureza. As pessoas conseguirão compreender as consequências da nova tecnologia? As questões públicas essenciais incluem como lidar com as mudanças climáticas, células-tronco embrionárias, alimentos modificados geneticamente, imigração, biossegurança, secas, mundo cibernético, vacinas e armas nucleares obsoletas. Seguem-se outras preocupações, tais como a crise das colônias de polinizadores e o papilomavírus humano, bem como as questões políticas sobre a pesquisa básica por curiosidade e os efeitos da negação da ciência na democracia. Quanto tempo mais a sociedade tem para tratar estes assuntos, e em qual ordem eles devem ser tratados? Os decisores políticos conseguem manter-se a par de engenheiros e cientistas?

Ataques à ciência

A ciência busca apresentar muitas soluções para os problemas que detecta. Apesar disso, fundamentalistas, empresas que buscam o lucro a qualquer preço, lobistas, políticos, negacionistas das mudanças climáticas, e analistas denigrem a ciência.

Uma cultura de iletramento científico...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

A Decadência da Verdade
8
Cavaleiros do Apocalipse
8
Não É Complicado
7
Fim de uma Era
8
Design Thinking no Trabalho
8
Relatório Sobre os Riscos Globais de 2018
9

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo

  • Avatar
  • Avatar
    1 semana atrás
    Muito bom. O que implica ainda mais quanto o público tornar a ciência mais aceitável, é todos os cientistas em conjunto trabalharem nas fontes de pesquisa e ter um conceito formal melhor para a divulgação dessas fontes. É preciso ter fontes mais respeitada pelo colegiado científico, onde se não for todos, mas a maioria venha a se identificar com a fonte científica que está aberta ao público.