Resumo de A História Secreta da Criatividade

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

A História Secreta da Criatividade resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

8

Qualidades

  • Aplicável
  • Cativante
  • Inspirador

Recomendação

Todas as pessoas são criativas, mas nem todas conseguem gerar ideias e colocá-las em prática para o bem comum. Esta é a opinião de Kevin Ashton, inovador britânico conhecido por ter cunhado o termo “Internet das Coisas”, conceito muito conhecido dos especialistas em Big Data e bastante utilizado pela mídia. Repleto de histórias cativantes, este bestseller de Ashton leva o leitor pela história da criatividade e o inspira a buscar e aplicar o poder criativo que já existe dentro de si, mas que talvez tenha sido perdido durante a sua caminhada acadêmica e profissional. A getAbstract acredita que a leitura deste livro vai certamente motivar você a pensar duas vezes antes de deixar aquela sua ideia brilhante esquecida na gaveta.

Sobre o autor

Kevin Ashton é pioneiro da tecnologia, cofundador do Auto-ID Center no Massachusetts Institute of Technology (MIT), que criou um sistema padrão global para RFID e outros sensores. Ele é conhecido por ter cunhado o termo “Internet das Coisas”.

 

Resumo

Edmond

Numa ilha no Oceano índico, conhecida por Reunião, existe uma estátua de bronze em Sainte-Suzanne que representa um menino africano no ano de 1841, chamado Edmond. Escravo e órfão de 12 anos, Edmond ficou conhecido por descobrir como cultivar a baunilha. A “invenção” de Edmond se propagou para as Ilhas Maurício, as Seychelles e Madagáscar. A baunilha hoje é o tempero mais popular do mundo e o segundo mais caro depois do açafrão. Em 2010, a produção mundial era de mais de cinco milhões de vagens de baunilha, em países como Indonésia, China e Quênia, quase todas – inclusive as cultivadas no México – resultado da iniciativa de Edmond.

O que chama atenção na história de Edmond não é o fato de um jovem escravo ter criado algo importante, mas sim de ele ter recebido o crédito por essa criação. O seu “dono” Ferréol Bellier-Beaumont, fez de tudo para assegurar que Edmond fosse lembrado. Fez lobby para o reconhecimento de Edmond. Sem a dedicação de Ferréol, a verdade teria se perdido como na maioria dos casos acontece. Muito do que conquistamos e grande parte do que é realizado nesse planeta se deve às inovações herdadas de pessoas já esquecidas, pessoas...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Cidades Criativas
8
Fazendo a Inovação Acontecer
9
Sua Carreira Criativa
7
Condicionados
8
A Transição para o Oceano Azul
9
O Metaverso de Charlie Fink
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo