Resumo de A Redescoberta da Rota da Seda

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

A Redescoberta da Rota da Seda resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

8

Qualidades

  • Aplicável

Recomendação

Os autores Anil K. Gupta, Girija Pande e Haiyan Wang oferecem um olhar envolvente quanto aos desafios de se criar empresas na Índia ou China. Eles destacam e enfatizam em particular a análise das empresas indianas que entram nos mercados chineses. Os seus estudos de casos e histórias são certamente instrutivos para líderes de qualquer empresa e de qualquer país que busquem estabelecer operações na China. A getAbstract recomenda este guia sobre o empreendedorismo asiático aos líderes empresariais indianos e chineses, aos líderes e representantes de empresas internacionais que trabalham em qualquer país e aos estudantes de gestão que estudam os desafios enfrentados pelas empresas multinacionais.

Sobre os autores

Anil K. Gupta é especialista em globalização e mercados emergentes. Girija Pande trabalha na Ásia em cargos executivos há mais de 30 anos. Haiyan Wang é sócia-gerente do China India Institute, uma consultoria de pesquisa.

 

Resumo

Interesses mútuos

Juntas, a Índia e China são o lar de um terço da população do mundo. A sua interação econômica continua a ser de vital importância para os dois países e para o resto do mundo. Se as tendências atuais continuarem, em 2025 a China e a Índia vão “estar entre as quatro maiores economias do mundo”. Apesar de ambas buscarem os mercados globais, elas não podem ignorar a enorme oportunidade que têm diante de si: a Índia para as empresas chinesas e a China para as empresas indianas. No passado, a China e a Índia apenas negociavam entre si, ao invés de investirem uma na outra. Mas isso mudou. Nos últimos anos conforme as empresas de cada país criaram operações de manufatura e de pesquisa no país vizinho.

O relacionamento entre as duas nações é histórico. Os estudiosos chineses e indianos levaram o Budismo da Índia para a China por volta dos “séculos IV e V d.C.”. Na história moderna, o colonialismo limitou a interação entre os dois países, mas quando a Índia conquistou a independência, tornou-se uma das primeiras nações a reconhecer o República Popular “como o governo legítimo da China”. Os conflitos fronteiriços sino-indianos e a decisão da Índia de dar refúgio...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

O Fim do Século Asiático
8
A Terceira Revolução
7
Grandes Poderes, Grandes Estratégias
6
Fim de uma Era
8
Relatório Sobre os Riscos Globais de 2018
9
O Grande Nivelador
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo