Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

A Revolução do Talento

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

A Revolução do Talento

A longevidade e o futuro do trabalho

University of Toronto Press,

15 min. de leitura
8 Ideias Fundamentais
Áudio & Texto

Sobre o que é?

Duas consultoras em RH oferecem insights preciosos que abordam um componente negligenciado do espectro de talentos: os trabalhadores mais velhos.

Avaliação Editorial

8

Qualidades

  • Aplicável
  • Exemplos Práticos

Recomendação

Lisa Taylor e Fern Lebo dirigem uma empresa de consultoria em RH. O seu livro é bem-ponderado e se baseia em pesquisas relacionadas aos trabalhadores mais velhos, um componente do espectro de talentos que recebe pouca atenção. Como apontam as autoras, trabalhadores com mais de 55 anos ainda têm aspirações e muito a contribuir. Neste sentido, Taylor e Lebo oferecem boas dicas que funcionam bem para qualquer empresa ou setor. O trabalho das autoras já merece muita atenção apenas pelo fato de lembrar os administradores de que a gestão moderna da força de trabalho envolve alavancar talentos de todos os tipos e idades.

Resumo

As empresas enfrentam grandes desafios.

Nos dias de hoje, as empresas enfrentam cinco forças significativas: 1) envelhecimento da força de trabalho; 2) tecnologia em plataforma; 3) robótica e inteligência artificial (IA); 4) economia focada nos trabalhos temporários (gig economy); e 5) funcionários que assumem a responsabilidade pelo desenvolvimento das suas carreiras. As organizações devem abordar estes fatores no planejamento estratégico contínuo, não de maneira reativa como se cada um fosse uma crise em separado.

As empresas devem abordar os fatores propulsores do envelhecimento.

O primeiro fator é o mais premente a ser abordado neste momento. As organizações geralmente fazem um péssimo trabalho ao gerenciar e utilizar trabalhadores mais velhos. Com muita frequência, as empresas descartam pessoas com idade mais avançada – digamos, 50 anos – por acharem que são acomodadas, desinteressadas em aprender e menos criativas. As organizações que desenvolvem melhores técnicas de gestão de talentos e aplicam as melhores práticas para o envolvimento dos funcionários – incluindo funcionários mais velhos – utilizam um segmento valioso e crescente da força de...

Sobre as autoras

Lisa Taylor e Fern Lebo lideram a empresa de consultoria, pesquisa e treinamento Challenge Factory, com sede em Toronto.


Comente sobre este resumo

  • Avatar
  • Avatar
    E. M. 1 ano atrás
    Recomendo.
  • Avatar
    S. J. 2 anos atrás
    muito bom é a realidade para todas as empresas , pois bons colaboradores ficaram anos na empresa e cabe a liderança envolver e aproveitar o conhecimento e experiencia dos mesmos .
  • Avatar
    S. R. 2 anos atrás
    Leitura e assunto muito interessante.