Resumo de Como a Amazon, Apple, Facebook e Google manipulam nossas emoções

Procurando pelo vídeo?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Como a Amazon, Apple, Facebook e Google manipulam nossas emoções resumo
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7 Geral

8 Importância

7 Inovação

6 Estilo


Recomendação

Google, Facebook, Amazon e Apple assumiram um papel tão dominante na sociedade que é difícil imaginar viver sem elas. O professor de marketing da Universidade de Nova York, Scott Galloway, acredita que essa quase-hegemonia é perigosa e pouco saudável. Em um discurso intenso, Galloway explica o que está por trás do sucesso destas empresas e por que a opinião pública não tem se disposto – até agora – a desafiar o comportamento e ações destas megaorganizações. Para descobrir como as quatro gigantes da tecnologia exploram os nossos instintos humanos básicos, a getAbstract recomenda a palestra de Galloway.

Neste resumo, você vai aprender:

  • Como quatro gigantes da tecnologia dos EUA se tornaram tão poderosas, e
  • Por que estas quatro grandes empresas conseguiram evitar até agora o escrutínio público e governamental.
 

Sobre o Palestrante

Scott Galloway ensina marketing na Stern School of Business da Universidade de Nova York e é autor de The Four: The Hidden DNA of Amazon, Apple, Facebook, and Google.

 

Resumo

Google, Facebook, Amazon e Apple têm uma capitalização de mercado coletiva equivalente ao PIB da Índia. O seu domínio de mercado absoluto lhes deu poder sem precedentes sobre a vida das pessoas e a economia. A razão do seu sucesso meteórico é que elas exploram efetivamente os instintos humanos básicos associados ao cérebro, coração, intestino e órgãos reprodutivos. O cérebro humano está preparado para buscar respostas para as perguntas mais difíceis da vida a partir de um “ser superior” onisciente. O Google assumiu – e foi muito além – do papel anteriormente ocupado por líderes espirituais e sábios. Ao promover interação e empatia humanas, o Facebook explora a necessidade universal das pessoas de amarem e serem amadas. A Amazon, por sua vez, atende ao impulso inato dos seres humanos de consumir e superacumular, assim as pessoas são naturalmente atraídas pela estratégia de negócios do “mais por menos”. Finalmente, surge o desejo primitivo dos seres humanos de encontrarem o melhor parceiro possível e procriarem. A Apple infundiu com sucesso o sex appeal nos seus produtos, fazendo os consumidores e acionistas acreditarem que seus produtos são superiores aos da concorrência.


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

O Papel da Tecnologia – Ameaça ou Catalisador da Prosperidade Humana?
O Papel da Tecnologia – Ameaça ou Catalisador da Prosperidade Humana?
8
O Futuro Pertence aos Humanos?
O Futuro Pertence aos Humanos?
9
À Procura de Emprego? Destaque Sua Capacidade, Não Sua Experiência
À Procura de Emprego? Destaque Sua Capacidade, Não Sua Experiência
8
Os hábitos surpreendentes dos pensadores originais
Os hábitos surpreendentes dos pensadores originais
8
O Facebook e o Futuro
O Facebook e o Futuro
8
Enquadrando a IA no Mundo dos Negócios
Enquadrando a IA no Mundo dos Negócios
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo