Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Como a Ásia Funciona

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Como a Ásia Funciona

Sucesso e fracasso na região mais dinâmica do mundo

Profile Books,

15 min. de leitura
10 Ideias Fundamentais
Texto disponível

Sobre o que é?

Condições e estratégias para o desenvolvimento econômico do Leste Asiático.


Avaliação Editorial

6

Qualidades

  • Analítico
  • Panorama Geral
  • Para Iniciantes

Recomendação

A partir da década de 1980, alguns economistas e instituições popularizaram a ideia do “milagre do Leste Asiático”. Este pensamento encorajou a crença de que os países asiáticos apresentaram uma experiência econômica homogênea, o que não é verdade, segundo o jornalista e especialista em assuntos asiáticos Joe Studwell. China, Japão, Taiwan e Coreia do Sul implementaram as suas estratégias de sucesso anos antes de se falar em milagre do Leste Asiático, investindo pesado em primeiro lugar na reforma agrária e, a seguir, no estímulo à manufatura. Studwell desafia a crença de que os países devam deixar o desenvolvimento econômico nas mãos do mercado e traz exemplos históricos para mostrar que quase todas as economias avançadas utilizaram o protecionismo em algum momento das suas histórias para impulsionar o crescimento. Ele cita o exemplo notável do Leste Asiático para mostrar por que os países pobres devem se manter firmes na busca dos seus objetivos, não se deixando influenciar pelos modismos econômicos ou pela pressão dos empresários. A getAbstract recomenda esta análise abrangente, rigorosa e instigante de Studwell a decisores políticos, historiadores, investidores e economistas intrigados com a “região mais dinâmica do mundo”.

Resumo

O debate sobre o desenvolvimento econômico

O rápido desenvolvimento do Leste Asiático tem se tornado o foco central do debate dos economistas sobre as possibilidades de crescimento dos países mais pobres. No passado, a fórmula para o desenvolvimento daquela região envolvia a agricultura familiar, uma produção orientada para a exportação e um setor financeiro controlado para financiar ambos. Este caminho desafiava os princípios econômicos e exigia muita determinação política.

Os economistas neoclássicos argumentam que a intervenção do Estado, incluindo o protecionismo, acaba retardando o progresso, mas praticamente todas as economias avançadas, incluindo a Grã-Bretanha, França, Alemanha e Japão, adotaram o protecionismo em algum momento para impulsionar as suas economias. As ideias do primeiro secretário do Tesouro dos EUA, Alexander Hamilton, moldaram as políticas do governo dos EUA, levando-o a impor tarifas seletivas nos séculos XIX e XX. Frederico o Grande, da Prússia, também optou por políticas industriais protecionistas, assim como a Alemanha unificada. Após a Restauração Meiji, o Japão seguiu o modelo prussiano. Assim como Coreia e Taiwan.

O pensamento ...

Sobre o autor

O jornalista Joe Studwell tem diversos livros publicados sobre a Ásia.


Comente sobre este resumo

  • Avatar
  • Avatar
    M. S. 8 anos atrás
    Resumo extremamente interesse que nos leva a ter noção de como economias como a China se tornaram potências mundiais.

Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem