Resumo de Empatia é a Sua Melhor Ferramenta Criativa

Procurando pelo vídeo?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Empatia é a Sua Melhor Ferramenta Criativa resumo
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

8

Qualidades

  • Aplicável
  • Exemplos Práticos
  • Cativante

Recomendação

As pessoas às vezes equiparam o aprendizado e o uso da empatia a um comportamento agradável ou compassivo. No entanto, de acordo com o CEO e fundador da Sub Rosa, Michael Ventura, a empatia é uma habilidade. Quando devidamente alavancada, as pessoas podem não apenas aplicar a empatia para nutrir comportamentos positivos em si mesmas e nos outros, mas também desenvolver soluções mais criativas e eficazes para os problemas, facilitando a colaboração. Ao adotar uma abordagem interna e externa ao que Ventura chama de “empatia aplicada”, os líderes empresariais podem criar organizações mais inclusivas, compostas por equipes mais produtivas, criativas e plenas de sinergia.

Sobre o Palestrante

Michael Ventura é CEO e fundador da Sub Rosa, uma empresa líder em estratégia e design. Ele também é um palestrante muito solicitado e coproprietário de uma loja de design reconhecida mundialmente no West Village, em Nova York.

 

Resumo

Existem três tipos principais de empatia, mas apenas um é útil para os negócios.

As pessoas costumam acreditar que empatia significa se comportar de maneira amável ou compassiva. Na verdade, esses comportamentos surgem como resultado do aprendizado e aplicação da habilidade relacionada à compreensão empática.

Existem três tipos principais de empatia: afetiva, somática e cognitiva. Empatia afetiva significa tratar outra pessoa como você gostaria de ser tratado caso estivesse na posição dela. Esta forma de empatia faz com que os seus próprios vieses orientem o seu comportamento e, portanto, não é a melhor abordagem nos negócios. A empatia somática envolve sentir fisicamente o que o outro sente. Novamente, esta abordagem tende a não ser a mais adequada para os negócios. A empatia cognitiva se concentra em tentar colocar os seus próprios sentimentos e ideias de lado e enxergar a situação do ponto de vista do outro. Esta abordagem, quando aplicada de maneira ponderada e íntegra, pode render grandes resultados nos negócios – promovendo organizações inclusivas, compostas por equipes mais produtivas, criativas e plenas de sinergia.


Mais deste tópico

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Futuro do Trabalho
9
Esther Perel na SXSW 2019: Competências de Relacionamento e Dinâmica do Local de Trabalho
9
Estratégias de Saúde Mental que Funcionam e Não Funcionam
8
Pense Novamente com Adam Grant
9
Aprimore as Suas Habilidades de Comunicação Virtual e Cative o Seu Público
9
Fazendo um Trabalho que Importa
9

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo