Resumo de Exército Horizontal

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Exército Horizontal resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7 Geral

8 Aplicabilidade

6 Inovação

6 Estilo


Recomendação

O antigo estilo de gestão voltado ao comando e controle ainda prevalece, mas é tão relevante para as empresas nos dias de hoje como são as carruagens como meio de transporte. Envolver e capacitar vai ser o método de gestão preferido no futuro, como explica o especialista em T&D Dan Pontefract. O título do seu livro faz menção a “horizontal”, significando igual e “exército” para sugerir um grande grupo de soldados em atividade e movimento. Ao enfatizar um modelo em que as pessoas com status semelhante trabalham de forma colaborativa, ele ironiza as práticas hierárquicas atuais de envolvimento dos funcionários, considerando-as “algo entre a idiotice e a imbecilidade”. Apesar de não fazer muito sentido às vezes (“Eu quero que o exército horizontal se torne uma doença na organização”), a maioria das suas 90 mil palavras é bastante coerente, escrita em um estilo agradável e sem rodeios. A getAbstract recomenda o trabalho acadêmico e instrutivo do autor a executivos e gerentes, bem como a todos que pretendam se tornar executivos e gerentes.

Neste resumo, você vai aprender:

  • Por que a gestão orientada ao comando e controle é obsoleta;
  • Por que a gestão do tipo exército horizontal é o método mais eficaz e moderno;
  • Quais as implicações da abordagem do exército horizontal; e
  • Como implementá-la.
 

Sobre o autor

Como gestor de T&D, Dan Pontefract é responsável pelo desenvolvimento de lideranças e estratégias colaborativas junto aos 40.000 membros da equipe TELUS.

 

Resumo

Comando e controle

O estilo de gestão do comando e controle que dominou as operações corporativas por centenas de anos está hoje completamente ultrapassada. As empresas inteligentes no futuro devem aposentar imediatamente este sistema rígido e hierárquico.

O estilo do comando e controle possui raízes históricas. Em 1600, a rainha Elizabeth I da Inglaterra aprovou a formação da Companhia das Índias Orientais (CIO) como a entidade comercial exclusiva para todos os negócios britânicos ao leste do Cabo da Boa Esperança, na África. A CIO seguia o modelo da monarquia inglesa, que exercia o poder absoluto de acordo com o direito divino. Esta foi a fórmula da autoridade de todas as monarquias desde o Império Romano, o qual introduziu pela primeira vez o sistema do comando e controle. A CIO exercia um rígido controle monopolista sobre a Índia e toda a Ásia, com 250 mil trabalhadores, uma vasta frota e uma estrutura de gestão rígida. Na sua fase de maior vigor, a CIO controlava mais de 20% da população global.

Frederick Taylor e Henri Fayol

O especialista em eficiência industrial Frederick Taylor e o teórico de gestão empresarial Henri Fayol, lançaram os fundamentos...


Mais deste tópico

Do mesmo autor

Aberto para Pensar
9
O Efeito do Propósito
8

Os clientes que leem esse resumo também leem

O Coach Excelente
8
Liderança Conectada
7
Como Acontece a Mudança
9
A Cultura Toyota Kata
8
Construindo o Engajamento
7
A Era da Gestão Ágil
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo