Resumo de Gerenciando o Ingerenciável

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Gerenciando o Ingerenciável resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Aplicável

Recomendação

Esta caixa de ferramentas de fácil leitura deve ter um lugar cativo na prateleira de todos os gestores. Os consultores Anne Loehr e Jezra Kaye mostram algumas maneiras criativas e eficazes para transformar funcionários ingerenciáveis em membros úteis de equipe. A primeira metade do livro traz conselhos inteligentes e cheios de insight. A segunda metade contém estudos de casos, incluindo alguns que parecem inventados, que Loehr e Kaye utilizam para ilustrar as suas sugestões desafiadoras. A getAbstract recomenda suas dicas realistas, claras e compreensíveis para aqueles que têm o desafio de gerir pessoas difíceis.

Sobre os autores

Os insights de Anne Loehr quanto à construção de “equipes globais e geracionalmente diversas” saiu em artigos da Newsweek e reportagens da CNN. Como presidente da empresa Speak Up For Success, Jezra Kaye ensina líderes empresariais a se comunicarem melhor.

 

Resumo

Funcionários Problemáticos

Um funcionário que cria problemas pode custar a um gerente 30% da sua eficiência. Já que você pode estar sendo sabotado, procure por estes sinais que mostram quando um funcionário pode estar fora do controle:

  • Pouco interesse – Se um funcionário diz: “Este trabalho não é o que eu esperava”, o seu interesse já está diminuindo.
  • Expectativas pouco definidas – Se há uma falta de conexão entre um gerente e um funcionário, o funcionário pode não estar entendendo o que o gerente espera dele.
  • Baixa autoestima – Trabalhadores sem autoconfiança podem manter-se na defensiva.
  • Problemas em casa – As questões pessoais roubam o foco do funcionário.

Arquétipos Ingerenciáveis

Os 5Cs

  Funcionários difíceis tendem a cair em certos arquétipos: “O Santo” nunca tem culpa de nada. “O Venenoso” faz comentários negativos. “O Egomaníaco” não consegue trabalhar com outras pessoas. “O Homem-Bomba” se mete onde não é chamado e só reclama. “O Coringa” não leva os problemas a sério. “O Benfeitor” cuida dos outros, mas negligencia o seu próprio...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Construindo o Engajamento
7
Subir Não É a Única Opção
8
O Líder Introvertido
9
O Grande Livro do RH
7
O Contrato de Liderança
Hackeando a sua Cultura
7

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo