Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Influência sem Autoridade

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Influência sem Autoridade

Como liderar pessoas que não se reportam a você. Como construir relacionamentos efetivos e criar aliados. Como influenciar chefes, clientes e outros parceiros.

Editora Évora,

15 min. de leitura
10 Ideias Fundamentais
Áudio & Texto

Sobre o que é?

Para exercer influência acima das suas capacidades, descubra o que as pessoas desejam e troque esta ambição por cooperação.


Avaliação Editorial

8

Recomendação

Este excelente guia de liderança de Allan R. Cohen e David L. Bradford oferece um conjunto clássico e oportuno de prescrições para quem trabalha em uma organização plana e orientada a equipes. Ou seja, é um conteúdo de grande utilidade para praticamente todos os colaboradores de uma organização contemporânea. O declínio da antiga organização hierarquizada – com suas linhas claras de autoridade e estilos de gestão de controle-comando – coloca um peso maior na sua capacidade individual de obter ajuda para realizar os seus objetivos, inclusive buscando o apoio de quem muitas vezes não têm a obrigação de fornecê-lo. A getAbstract recomenda este manual claro e livre de jargões dos princípios básicos necessários para quem deseja influenciar as pessoas mesmo sem autoridade suficiente.

Resumo

Modelo de Influência

Para atuar bem nas organizações contemporâneas, você precisa ser capaz de exercer influência. A essência da liderança em qualquer nível organizacional é provocar a cooperação, uma vez que mesmo os líderes com autoridade raramente têm poder suficiente para forçar as pessoas a cooperarem. A cooperação é uma via de mão dupla e a influência é uma espécie de troca. Para alcançar os seus objetivos, você precisa de colaboradores. Para atraí-los, antecipe-se e ajude aqueles que você procura influenciar a alcançarem os seus próprios objetivos.

Ao tentar exercer influência, você pode encontrar barreiras internas e externas. Existem certamente barreiras internas à influência, geralmente obstáculos mais difíceis e persistentes do que as barreiras externas. Entre estas barreiras estão:

  • Ignorar a natureza da influência, ou seja, o que ambas as partes dão e recebem – de fato, você deve dar para ser capaz de receber.
  • Atitudes destrutivas que impeçam você de reconhecer a verdade, especialmente em relação a você e aos que você procura influenciar.
  • Medo do que a outra parte possa dizer ou fazer.
  • Não explicar aos outros como eles...

Sobre os autores

Allan R. Cohen é professor em liderança global e diretor do programa Corporate Entrepreneurship na Babson College. David L. Bradford é professor titular em comportamento organizacional na Stanford University e diretor do Executive Program in Leadership na Stanford. Eles são os coautores de Managing for Excellence e Power Up.


Comente sobre este resumo

Mais deste tópico

Canais Relacionados