Resumo de Liderança Humilde

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Liderança Humilde resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

8

Qualidades

  • Exemplos Práticos
  • Bem-Estruturado
  • Aplicável

Recomendação

Quando os líderes seguem modelos autocráticos desatualizados, as suas organizações podem acabar se fechando em processos sem alegria, transacionais, coercivos e nocivos. Estes líderes perpetuam uma cultura que sofre com a ausência de confiança, franqueza e amizade. No mundo VUCA de hoje – caracterizado pela volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade – a liderança versátil faz mais sentido do que o modelo desgastado dos “heróis e disruptores” corporativos supostamente invencíveis. Edgar H. Schein, especialista em gestão, e seu filho Peter A. Schein, especialista em desenvolvimento organizacional, explicam como alcançar a mudança cultural por meio da “liderança humilde”. Em conjunto com seus livros anteriores, a abordagem dos autores ajuda as empresas e seus líderes a criarem uma cultura de colaboração, engajamento e confiabilidade. As suas dicas podem também ter grande utilidade para coaches, mentores e analistas de RH que trabalham no desenvolvimento de lideranças.

Sobre os autores

Edgar H. Schein, PhD, é professor emérito da Sloan School of Management do MIT. O Seu filho Peter A. Schein cofundou e é diretor de operações do Organizational Culture and Leadership Institute.

 

Resumo

Liderança humilde

Nas organizações que enfrentam uma competitividade brutal, os funcionários costumam considerar os seus líderes verdadeiras superestrelas “heroicas” que enfrentam com brilhantismo os seus desafios. Mas as empresas nada tem a ganhar posicionando os seus líderes como mestres da hierarquia e heróis estelares. Pelo contrário, elas deveriam buscar um modelo diferente: a “liderança humilde, colaborativa, cooperativa, orientada para o grupo e baseada em relacionamentos”. Esta tática de liderança contemporânea “depende de relacionamentos abertos e confiáveis” no contexto dos grupos. As suas características – franqueza, confiança e abertura – tornam-se as marcas bem-vindas e determinantes das culturas corporativas dos líderes humildes. Em contraste, muitas organizações tradicionais carregam o peso da liderança com base nas funções, autoritária, disciplinar e transacional, seriamente comprometida pela falta de confiança ou abertura.

As organizações inteligentes não são hierárquicas. Eles sabem que os líderes de valor podem emergir de qualquer nível de uma empresa. Dependendo das suas circunstâncias, talentos e capacidades, as pessoas comuns podem sim...


Mais deste tópico

Dos mesmos autores

Consultoria Sem Ego
7

Os clientes que leem esse resumo também leem

A Destruidora de Liderança
9
A Arte da Conexão
7
Liderança em Rede
8
Como Chegar ao “Sim e…”
8
Influência Extraordinária
8
Gerenciando Pessoas
9

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo