Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Liderando Mudanças - Edição Revista e Atualizada

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Liderando Mudanças - Edição Revista e Atualizada

Transformando empresas com a força das emoções

Elsevier Editora,

15 min. de leitura
10 Ideias Fundamentais
Texto disponível

Sobre o que é?

Um processo de mudança exige liderança, uma equipe orientadora, urgência generalizada, visão clara, persistência e paciência, muita paciência.


Avaliação Editorial

9

Qualidades

  • Inovativo
  • Aplicável

Recomendação

No ambiente corporativo volátil dos dias de hoje, as empresas devem se manter dinâmicas e dispostas a mudar. John P. Kotter, professor da Harvard Business School, explica de forma convincente por que a experiência adquirida pela gestão pode não se traduzir nas habilidades de liderança exigidas pelas iniciativas transformacionais. Ele apresenta os erros mais comuns das experiências negativas de mudança corporativa e oferece conselhos sensatos sobre como evitá-los. Os gerentes normalmente seguem uma estratégia linear, lidando com as questões um passo de cada vez. Os líderes, pelo contrário, devem abrir várias frentes ao mesmo tempo e comunicar com clareza onde querem chegar, incutindo na empresa como um todo o senso de urgência tão crucial. Kotter mostra como explorar e equilibrar essas iniciativas, contudo a brevidade do texto deixa pouco espaço para que os gestores aprendam a desenvolver os seus atributos de liderança. Embora alegando que as empresas visionárias exigem líderes capazes de articular uma visão de futuro e capacitar o pessoal para cumpri-la em meio às realidades mutáveis, Kotter apenas esboça as qualidades necessárias para preencher esse papel visionário. A getAbstract considera este guia uma lista de verificação útil para a preparação de uma eventual mudança corporativa ou para avaliar as armadilhas de iniciativas anteriores.

Resumo

O problema da mudança

Six Sigma, gestão da qualidade total, reengenharia, scorecards, downsizing, terceirização, redirecionamento estratégico e “renovação cultural” são apenas algumas das muitas iniciativas de mudança que as corporações têm implementado. Algumas empresas se beneficiaram destes programas. Outras testemunharam fracassos colossais.

Oito erros contribuem de forma consistente para o insucesso dessas iniciativas, como a seguir:

  1. Permitir complacência excessiva – Se fosse possível colocar um medidor de complacência nas organizações submetidas a novas iniciativas estratégicas, você iria notar algo interessante. Nas organizações onde a leitura do medidor de complacência fosse “alta”, a transformação sempre falharia. A complacência e a transformação positiva são mutuamente exclusivas. Você deve criar um senso de urgência na sua empresa.
  2. Falhar na criação de uma coalizão administrativa forte – Os especialistas muitas vezes aconselham que as iniciativas de mudança não podem acontecer sem o apoio da gestão de topo, mas realmente é preciso muito mais do que isso. É verdade, ...

Sobre o autor

John P. Kotter faz parte do corpo docente da Harvard Business School desde 1972, onde se tornou professor titular-catedrático em 1980 aos 33 anos. Além de palestrante requisitado em temas sobre gestão, Kotter é autor de seis bestsellers sobre negócios, incluindo O Coração da Mudança, A Cultura Corporativa e o Desempenho Empresarial e As Novas Regras.


Comente sobre este resumo

  • Avatar
  • Avatar
    E. M. 1 ano atrás
    Muito bom.
  • Avatar
    T. T. 5 anos atrás
    Passos interessantes para mudança, mas não traz nada diferente do que a Taylor já diz.