Resumo de Líderes Inteligentes, Equipes Extraordinárias

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Líderes Inteligentes, Equipes Extraordinárias resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Aplicável

Recomendação

A maior parte dos líderes afirma consultar as suas equipes e garante que deseja o input de todos. Na realidade, boa parte dos líderes age como ditadores “de meia tigela”, supondo que as pessoas que não concordam com as suas decisões estão sempre erradas. O psicólogo organizacional Roger Schwarz explica por que os executivos adotam este estilo de gestão unilateral e autodestrutivo. Ele propõe uma nova mentalidade de aprendizagem mútua, que ajuda os líderes a se tornarem tão abertos como afirmam ser, tudo para obter os melhores resultados. Algumas das recomendações do autor são ridiculamente impraticáveis, como pedir às pessoas que expliquem em voz alta por que acabaram de utilizar uma linguagem corporal negativa, como rolar os olhos. No entanto, isso não diminui o valor das dicas inteligentes contidas no livro. Schwarz demonstra uma compreensão rara dos aspectos negativos da liderança, como as pessoas podem reconhecer esses aspectos em si mesmas e como é possível mudar os seus comportamentos para melhor. A getAbstract recomenda este livro a líderes e membros de equipes.

Sobre o autor

O psicólogo organizacional Roger Schwarz é presidente da Roger Schwarz & Associates, uma consultoria de facilitação de equipes de liderança e autor de The Skilled Facilitator.

 

Resumo

Comportamentos restritivos

São inúmeras as equipes de liderança que acabam presas em padrões de comportamento restritivo e incapazes de alcançar os resultados desejados. Muitas vezes, a equipe como um todo não se mostra tão inteligente ou eficaz quanto os seus membros individuais. Para “decolar”, desafie os seus pressupostos básicos sobre liderança e abrace algumas táticas de equipe simples e eficazes.

Esqueça a ideia tradicional de que cada equipe deva ter um único líder. Apesar de universalmente aceito, este princípio falha na prática. A crença de que um líder produz a “mentalidade do controle unilateral”, aquela atitude do “sou eu que mando” adotada por 98% dos líderes. Na superfície, o controle unilateral parece lógico. Ela advoga que em todas as situações é o líder, geralmente a pessoa com a maior autoridade, que toma as decisões da equipe, dirige as reuniões, atrai a atenção do grupo e avalia o desempenho dos indivíduos.

Os membros da equipe normalmente assumem que os líderes “tudo veem, tudo sabem e tudo podem fazer”, como se o líder se tornasse o “projetista, engenheiro, capitão e navegador” do barco, enquanto que o resto da equipe se senta e alinha. ...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Gestão pela Felicidade
8
Colaborando com o Inimigo
8
Gerenciando Pessoas
9
A Estratégia McKinsey
8
Equipes Globais
8
Liderança Conectada
7

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo

  • Avatar
  • Avatar
    Lia Piccirilli 5 anos atrás
    "As pessoas podem discordar de mim e ainda assim terem motivações puras." Vale a pena dedicar tempo para este rico material.