Resumo de Marketing de Evangelismo

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Marketing de Evangelismo resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Analítico
  • Aplicável
  • Panorama Geral

Recomendação

A maior parte das empresas que são excelentes em fabricar produtos eletrônicos de consumo têm grande dificuldade em comercializá-los. Neste livro prático, o especialista em marketing de alta tecnologia Alex L. Goldfayn explica porque os demais eletrônicos de consumo não tem o mesmo sucesso de marketing dos grandes concorrentes como Apple, Netflix e Amazon. Dentro do seu nicho, Goldfayn oferece conselhos específicos para os vendedores de eletrônicos sobre como promover os seus produtos e incentivar os clientes evangelistas a apoiá-los. Goldfayn, um participante experiente e conhecedor da indústria de eletrônicos de consumo, é também um excelente escritor, proporcionando exemplos bem trabalhados e eficazes. Se você estiver no mercado de eletrônicos de consumo, vai poder aprender muito com a sua análise bem fundamentada sobre as falhas estratégicas cometidas pelas iniciativas de marketing do setor. A getAbstract recomenda os conhecimentos do autor para aqueles que projetam, fabricam ou comercializam produtos eletrônicos de consumo.

Sobre o autor

Alex L. Goldfayn, ex-colunista de tecnologia do Chicago Tribune, é consultor de marketing especializado em empresas de tecnologia. Ele organiza think tanks com ênfase em marketing de evangelismo.

 

Resumo

Mais Clientes Evangelistas Significa Maiores Vendas para sua Empresa

Para impulsionar as vendas dos seus produtos eletrônicos de consumo, você precisa de clientes evangelistas influentes que amem os seus produtos e falem bem deles às suas redes de contatos, colegas, amigos, parentes e seguidores online. Se você conseguir que se apaixonem, a exaltação virá naturalmente. Esse é o papel dos evangelistas. O termo “evangelista”, que deriva do grego antigo, significa “os que trazem boas notícias”. Os autores dos Evangelhos, Mateus, Marcos, Lucas e João, foram os primeiros evangelistas. Muitas igrejas modernas dependem de evangelistas leigos para suas pregações. Algumas empresas já contratam pessoas para atuar como evangelistas; o próprio Google tem um “evangelista chefe”. No atual ambiente do marketing boca-a-boca, o termo “evangelista” refere-se aos consumidores que adotam produtos de tecnologia ou serviços específicos tão calorosamente que falam sobre eles sempre que podem.

Se você tiver alguns destes “tocadores de trompeta” cheios de energia, as vendas do seu produto vão decolar. Esses entusiastas não remunerados, mas altamente eficazes, apresentam as seguintes...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Vendas Disruptivas
7
Reengenharia do Varejo
8
O Imperativo da Ativação
8
Orientadas aos Dados
8
A Revolução da Cadeia Logística
8
Audio Branding
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo