Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Nação Empreendedora

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Nação Empreendedora

O milagre econômico de Israel e o que ele nos ensina

Editora Évora,

15 min. de leitura
10 Ideias Fundamentais
Áudio & Texto

Sobre o que é?

Israel sempre contou com seus recursos limitados para se adaptar e inovar – o cenário perfeito para o empreendedorismo.


Avaliação Editorial

8

Qualidades

  • Analítico
  • Conhecimento Contextualizado
  • Exemplos Práticos

Recomendação

A inovação econômica e o capital de risco são os principais motores para a criação de riqueza nacional e individual. Dan Senor e Saul Singer apresentam a nação de Israel como um modelo de como lançar empreendimentos inovadores. Eles destacam as características culturais, militares e econômicas que tornam Israel a nação mais empreendedora do mundo. Esta história de negócios edificante e inspiradora explica como os empreendedores israelenses superaram desafios significativos e analisam como a cultura de um país influencia o seu clima de negócios. A getAbstract considera que este texto oferece lições sólidas sobre como manter a competitividade nacional no século XXI.

Resumo

Ideias radicalmente novas

Israel concentra intencionalmente os seus ativos nacionais na inovação e no empreendedorismo. O país tem um dos mais altos níveis de pesquisa e desenvolvimento de qualquer nação e uma maior concentração de engenheiros e cientistas do que qualquer outro país. Terra de pioneiros, Israel é o maior usuário de Internet do mundo e apresenta a maior densidade de negócios startup: 3.850, ou “um para cada 1.844 israelenses”. O país lidera o caminho em inovação tecnológica e trabalha com afinco nas empresas, desde o seu lançamento até que cheguem ao nível Nasdaq. Israel tem mais sedes corporativas listadas na Nasdaq do que a Europa e atrai inúmeros investidores internacionais. Israel atraiu US $ 2 bilhões em capital de risco em 2008, o que, em uma base per capita, foi semelhante ao investimento no Reino Unido, ou na Alemanha e França juntas. Em 2008, os capitalistas de risco investiram 2,5 vezes mais per capita em Israel do que nos EUA.

Israel, com seus 7,1 milhões de habitantes, é um bastião do empreendedorismo, mas nem sempre foi assim. Após a votação das Nações Unidas que estabeleceu o estado em 1948, os vizinhos de Israel...

Sobre os autores

Dan Senor é pesquisador e membro sênior para Estudos do Oriente Médio no Council on Foreign Relations (EUA). Saul Singer é colunista e palestrante internacional. Foi diretor da página editorial do Jerusalem Post.


Comente sobre este resumo

Mais deste tópico

Canais Relacionados