Resumo de O Poder do Paradoxo

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

O Poder do Paradoxo resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Inovativo
  • Aplicável

Recomendação

A consultora Deborah Schroeder-Saulnier argumenta que o pensamento paradoxal pode ser a medida executiva mais eficaz. Muitas vezes, os líderes dependem do pensamento “ou/ou” para tomar decisões: “Cortar custos ou investir no crescimento?”; “Ir atrás de oportunidades globais ou se concentrar nos mercados locais?”. Schroeder-Saulnier sugere a substituição do pensamento ou/ou pelo pensamento “tanto/como”: ao invés de tentar escolher a melhor das duas opções, ela sugere descobrir a melhor forma de equilibrar opções contraditórias, colhendo os benefícios de ambas. Os conhecimentos da autora são valiosos, mas às vezes é difícil acompanhar o seu raciocínio. Felizmente, ela explica o seu plano em cinco pontos para que você identifique, categorize e debata os paradoxos da sua empresa de forma clara. Graças ao seu elemento central bem argumentado e plano de ação bem elaborado, a getAbstract recomenda a visão da autora sobre o poder dos paradoxos a planejadores estratégicos de empresas em crescimento, empresários, start-ups e estudantes de administração.

Sobre o autor

A consultora Deborah Schroeder-Saulnier é presidente e CEO da Excel Leadership Solutions, localizada em St. Louis, Missouri. Schroeder-Saulnier tem trabalhado junto a empresas Fortune 500 mundo afora.

 

Resumo

O pensamento paradoxal

O ideal é cortar custos ou investir em oportunidades de crescimento? Ir atrás da expansão global ou explorar todas as potencialidades locais? A melhor resposta pode ser “sim”. O pensamento paradoxal, ou a possibilidade de buscar dois objetivos contraditórios ao mesmo tempo, é uma habilidade essencial para garantir a viabilidade de longo prazo da sua organização. Tradicionalmente, os líderes empresariais têm encarado a tomada de decisão através de uma abordagem “ou/ou”. Eles acreditam que analisar com profundidade duas opções ajuda a esclarecer qual escolha tem o potencial de reunir o máximo de benefícios. Mas cada opção traz pontos positivos e negativos. Ao favorecer uma escolha, você colhe os seus benefícios, mas também precisa aceitar os seus inconvenientes. Por exemplo, um foco na redução de custos melhora os resultados a curto prazo, mas também prejudica a capacidade da empresa de inovar, o que prejudica as suas perspectivas de longo prazo.

Mude a sua forma de pensar, abrindo mão do modelo “ou/ou” em benefício do modelo “tanto/como”. Ao invés de determinar qual é a melhor opção, equilibre as necessidades e objetivos conflitantes. Isso lhe...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Liderando Empresas de Serviços Profissionais
9
Vitória através da Organização
8
A Surpreendente Ciência das Reuniões
9
Política do Futuro
9
O Condutor do Carro Autônomo
9
A Potência das Microtendências
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo