Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Patrocínio de Projetos Bem-Sucedido

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Patrocínio de Projetos Bem-Sucedido

Um programa de economia de tempo para o executivo ocupado

Kogan Page,

15 min. de leitura
10 Ideias Fundamentais
Áudio & Texto

Sobre o que é?

O especialista em gestão de projetos Michiel van der Molen explica por que o patrocinador do projeto é proprietário do projeto, e assume o crédito ou a culpa.


Avaliação Editorial

8

Qualidades

  • Inovativo
  • Aplicável
  • Bem-Estruturado

Recomendação

Os projetos mais bem-sucedidos do mundo incluem a Estação Espacial Internacional, o Porsche 911 e o iPod da Apple. Eles nunca seriam uma realidade sem uma gestão de projetos de topo, a qual exige também um patrocínio de projetos de topo. Especialista em gestão de projetos, Michiel van der Molen detalha a natureza do patrocínio de um projeto, compara-o com a gestão de projetos e explica por que o patrocinador do projeto é proprietário do projeto. A getAbstract recomenda esta cartilha quase técnica e altamente detalhada, abrangente e profissional como um excelente recurso para qualquer pessoa envolvida no planejamento, gestão e patrocínio de projetos.

Resumo

Competência

Por definição, os projetos são empreendimentos temporários que criam algo único, o “objetivo do projeto”. O patrocinador do projeto tem a responsabilidade final pelo fracasso ou o sucesso do projeto, ou seja, pela realização do “business case” (caso de negócio) que melhor descreva as razões da existência do projeto. O patrocinador do projeto é responsável pelas operações globais e resultados do negócio. O patrocinador deve se apropriar do business case do projeto. Em contraste, o gestor do projeto executa as atividades do dia-a-dia e deve entregar um trabalho completo e de alta qualidade que atenda às especificações, horários e restrições orçamentais.

O patrocinador do projeto deve se certificar de que o projeto atinja os seus objetivos. Caso isso não aconteça, o fracasso do projeto deve ser encarado como qualquer outro fiasco corporativo. No entanto, as empresas que pensam em convocar gerentes já bastante atarefados para atuarem como patrocinadores de projeto não devem colocar um fardo sobre os ombros destes colaboradores preciosos, delegando-lhe outras responsabilidades operacionais. Pelo contrário, permita que eles tenham um “controle...

Sobre o autor

Michiel van der Molen é cofundador da Molen & Molen, uma consultoria de gestão de mudanças e colaboração.


Comente sobre este resumo

Mais deste tópico