Resumo de Responsabilidade Social Corporativa Não é Relações Públicas

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Responsabilidade Social Corporativa Não é Relações Públicas resumo de livro

Avaliação Editorial

8

Qualidades

  • Aplicável
  • Panorama Geral
  • Exemplos Práticos

Recomendação

Os líderes corporativos podem pensar que uma boa campanha de relações públicas (RP) pode substituir uma iniciativa sólida de responsabilidade social corporativa (RSC), no entanto Sangeeta Waldron explica que não é bem assim. Como mostram as suas entrevistas com líderes globais de investimento em RSC, investidores, stakeholders, funcionários e clientes priorizam a RSC ao decidir onde investir o seu dinheiro, tempo e energia. Waldron explica, portanto, como alinhar um programa eficaz de RSC à estratégia da sua organização.

Sobre a autora

A especialista em RP Sangeeta Waldron é também autora de The PR Knowledge Book. Ela escreve frequentemente sobre questões voltadas à sustentabilidade e RSC.

Resumo

O impacto econômico do COVID-19 pode ensinar às empresas o valor de um programa de responsabilidade social corporativa (RSC).

Os clientes estiveram atentos em como as empresas responderam à crise do COVID-19.  Muitas corporações em uma variedade de setores – desde alimentos até moda e tecnologia – intensificaram as suas operações para enfrentar as dificuldades causadas pela pandemia.

Quando os políticos precisaram trabalhar em uníssono globalmente, foi um fracasso total. Mas a comunidade empresarial enfrentou o desafio com determinação.

O ano de 2020 mostrou que as marcas devem posicionar a RSC no centro do seu pensamento estratégico. Os clientes atuais são perspicazes e sabem distinguir entre esforços de sustentabilidade reais e falsos.

Um compromisso forte com a RSC atrai investidores e consumidores.

As Nações Unidas descrevem a RSC como as ações que as empresas realizam para incorporar o tratamento de questões sociais e ambientais nas suas operações. Quando os investidores internacionais avaliam os resultados das empresas, eles analisam também as suas práticas de sustentabilidade. Por exemplo, Larry Fink, CEO da empresa de gestão de investimentos...


Comente sobre este resumo

Mais deste tópico

Luxo Digital
8
Liderança em Tempos de Crise
7
Líderes em Lockdown
8
Cultura de Conexão
9
Saída de Mestre
10
O Salto Quântico
8

Canais Relacionados