Resumo de Um Ano Sem Calças

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Um Ano Sem Calças resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Exemplos Práticos
  • Inovativo
  • Inspirador

Recomendação

Como é trabalhar em uma empresa que quebra todas as regras? O especialista em gestão Scott Berkun aceitou um emprego na Automattic, a empresa-mãe da WordPress e WordPress.com, para descobrir. As políticas de escritório, hierarquias, cronogramas de produção e outras estruturas de trabalho tradicional não têm efeito sobre os colaboradores da Automattic. Eles trabalham remotamente, conectados em várias partes do mundo. Eles podem estar em qualquer lugar e trabalhar a qualquer momento, já que a empresa os avalia apenas pela qualidade dos seus resultados. Berkun descreve os pontos positivos e negativos desta empresa revolucionária e prevê como o seu exemplo pode influenciar o futuro do conceito de trabalho. O fluxo da sua narrativa é envolvente, mas deixa lacunas: o leitor precisa se esforçar para extrair lições de gestão importantes. A getAbstract recomenda a jornada de Berkun no escritório do futuro a empreendedores, investidores, novas empresas e líderes em todos os níveis.

Sobre o autor

O especialista em gestão, blogueiro e palestrante Scott Berkun é autor de Confissões de um Orador Público, entre outros títulos.

 

Resumo

Ingressando na equipe

Em 2010, Matt Mullenweg, fundador do WordPress, convidou o especialista em gestão Scott Berkun para se juntar à Automattic, empresa que gere o WordPress a WordPress.com. O WordPress é o software de código aberto que alimenta 20% da web, o que se traduz em mais de 60 milhões de sites, incluindo dezenas dos blogues mais populares do mundo. Milhões de blogueiros utilizam o Wordpress, o 15º site mais visitado em todo o mundo.

WordPress

Matt Mullenweg, na época um fotógrafo amador de 18 anos de idade, fundou a WordPress motivado por uma frustração. Ele estava muito envolvido com o código aberto e queria democratizar a publicação de conteúdos, tornando-a disponível a todos gratuitamente. Ele costumava postar fotos no photomatt.net através do Cafelog. Ele utilizou a licença de código aberto para copiar o código fonte do Cafelog. O site continha uma licença copyleft chamada GPL, a qual permitiu a Mullenweg criar um fork, isso caso o seu software permanecesse como código aberto.

Quando Mullenweg anunciou a sua intenção de criar um fork do Cafelog no seu blogue, o programador britânico Mike Little se ofereceu...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Força Digital
8
Esqueça o Currículo, Consiga o Emprego
8
O Caminho do Gestor
8
Marketing de Conteúdo
8
O Que Sabíamos? O Que Fizemos?
8
Hacking Marketing
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo