Resumo de Um Guia para a Liderança Colaborativa

Procurando pelo vídeo?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Um Guia para a Liderança Colaborativa resumo
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

8

Qualidades

  • Cativante
  • Conhecimento de Causa
  • Inspirador

Recomendação

Uma falácia das empresas modernas afirma que as empresas de sucesso brilham devido ao brilho visionário de um líder heroico solitário. Infelizmente, esta é uma visão simplista que marginaliza o talento de outras pessoas. A líder e coach corporativa Lorna Davis explica a diferença entre o modelo do herói e o modelo colaborativo de liderança. Ela não sugere técnicas específicas para criar a “interdependência radical” de que as empresas precisam, mas é exatamente esta a questão: não existe uma estrutura única para todos. As empresas prosperam apenas quando convidam todos os funcionários a contribuírem com suas habilidades e ideias singulares.

Sobre o Palestrante

A líder de negócios Lorna Davis é embaixadora global do movimento B Corporation. Ela oferece coaching para empresas interessadas em incorporar as pessoas e o planeta – além dos lucros – nas suas missões corporativas.

 

Resumo

Para resolver problemas, os líderes devem abandonar o mito do herói e adotar a “interdependência radical”.

Quando gestora da Griffin's Foods, uma empresa do setor de alimentos de Nova Zelândia, Lorna Davis anunciou em 1997 sua ambição de capturar 25% do mercado de bolachas e biscoitos recheados da Nova Zelândia. Davis imaginava-se como uma heroína solitária capaz de inspirar mudanças, mas as mudanças não se manifestaram. Embora motivados pelas intenções de Davis, os funcionários da empresa não sabiam o que era esperado deles, tampouco foram capazes de perceber que a Griffin's Foods precisava da sua participação para concretizar a nova visão corporativa.

O mito do herói é contraproducente, porque leva as pessoas a acreditarem que uma pessoa tem todas as respostas e pode seguir sozinha. A “interdependência radical”, por outro lado, busca a contribuição de todos. A interdependência radical é uma marca registrada da B Corporation, um movimento de empresas que receberam certificação por incorporar as metas de interesse público ...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Esther Perel na SXSW 2019: Competências de Relacionamento e Dinâmica do Local de Trabalho
9
Conheça o líder com Jack Ma
8
O Futuro Pertence aos Humanos?
9
A Liderança Feminina no Ponto da Virada
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo