Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Vencendo o Esgotamento no Trabalho

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Vencendo o Esgotamento no Trabalho

Por que as equipes são o segredo do bem-estar e da resiliência

Wharton School Press,

15 min. de leitura
3 horas poupadas
9 Ideias Fundamentais
Áudio & Texto

Sobre o que é?

O esgotamento é uma epidemia, mas você e sua organização podem combatê-la.


Avaliação Editorial

7

Qualidades

  • Revelador
  • Importante
  • Cativante

Recomendação

Você se sente esgotado? Saiba que você não está sozinho. Neste livro útil, Paula Davis, especialista em práticas de intervenção contra o esgotamento, apresenta as causas do estresse relacionado ao trabalho e discute como mitigar os seus danos. Organizações e indivíduos podem reduzir o desgaste, ela argumenta, fazendo pequenos ajustes na sua mentalidade, agenda e fluxo de trabalho. Davis sugere avaliar o que é importante para você e equilibrar a sua lista de tarefas diárias. Se você gasta menos de 20% do seu dia em tarefas pelas quais tem paixão, você acaba se tornando um forte candidato ao esgotamento.

Resumo

O esgotamento é epidêmico.

Os militares cunharam a sigla VUCA – volátil, incerto, complexo, ambíguo – para descrever a imprevisibilidade das guerras. Os civis também lutam para se adaptar a um mundo de mudanças incessantes e demandas cada vez maiores.  O esgotamento (burnout) atinge trabalhadores em todos os setores, incluindo finanças e tecnologia. No caso dos médicos, o esgotamento ameaça a saúde não só do profissional que sofre com a fadiga do trabalho, mas também dos seus pacientes. Médicos esgotados têm maior probabilidade de cometer erros.

Três sintomas caracterizam o esgotamento:

  1. Fadiga extrema – O estresse crônico no trabalho pode deixar você exausto, tanto física como emocionalmente. As manifestações físicas geralmente incluem dores de cabeça, insônia e dor crônica. Os sintomas psicológicos podem incluir ansiedade e depressão.
  2. Falta de perspectiva – As vítimas de esgotamento se tornam mais cínicas e menos empáticas. Colegas e clientes são uma fonte de aborrecimento em vez de inspiração. Irritabilidade, absenteísmo e medo de interagir com outras pessoas são sinais indicadores de esgotamento.

Sobre a autora

Paula Davis, colaboradora da Forbes, Fast CompanyPsychology Today, é fundadora e CEO do Stress & Resilience Institute.


Comente sobre este resumo

Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem