Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Histórias de Ninar para Gerentes

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

Histórias de Ninar para Gerentes

Adeus, liderança tradicional; Seja bem-vinda, gestão do engajamento

Berrett-Koehler,

15 min. de leitura
4 horas poupadas
9 Ideias Fundamentais
Áudio & Texto

Sobre o que é?

Quando os gerentes atuam melhor, o mundo é um lugar melhor.


Avaliação Editorial

7

Qualidades

  • Cativante
  • Conhecimento de Causa
  • Inspirador

Recomendação

Compilando suas postagens de blogue mais contundentes e veementes, Henry Mintzberg – professor de estudos de gestão da Faculdade de Administração Desautels da Universidade McGill de Montreal – adverte: “não fique indignado com o que lê, porque algumas das minhas ideias mais ultrajantes são as melhores que criei”. Utilizando analogias do tipo “diretores são como abelhas”, Mintzberg se agita entre diversos tópicos – por vezes ofensivos, por vezes transmitindo sua sabedoria como autoridade em gestão. Assim, ele aponta como utilizar medições com responsabilidade, ensinar gerentes de forma eficaz e construir uma empresa sem vender a sua alma.

Resumo

Os gerentes precisam largar a batuta e entrar na orquestra.

Os analistas costumam comparar líderes e gerentes a maestros de orquestra. Isto fornece a ilusão de que os líderes estão no controle, mas os gerentes e suas equipes estão todos envolvidos na prática. Os gerentes precisam largar a batuta e entrar na orquestra. Um gerente engajado:

  1. Ajuda outros funcionários a ganharem importância.
  2. Trabalha através de redes, em vez de ficar no topo de uma hierarquia.
  3. Promove estratégias que crescem organicamente a partir dos funcionários engajados.
  4. Concentra-se no bom senso dentro do contexto apropriado.
  5. Conquista o respeito em vez de o esperar por estar no comando.

Gerenciar é um trabalho frenético e exigente. Os gerentes são pessoas e têm falhas. Em vez de contratar gerentes “sem alma” que “bajulam os superiores e humilham os subordinados”, os CEOs devem contratar ou promover gerentes com base em como eles tratam os funcionários. Bons gerentes não se concentram nos resultados nem planejam cada ação. Eles não forçam as pessoas para cima e para baixo na ilusão de que vão resolver os problemas internos. Eles tratam os funcionários...

Sobre o autor

Henry Mintzberg é professor de estudos de gestão na Faculdade de Administração Desautels da Universidade McGill. Os seus livros incluem Criando Organizações EficazesO Processo da Estratégia e Renovação Radical.


Comente sobre este resumo

  • Avatar
  • Avatar
    R. M. 2 anos atrás
    Muito bom, inspirador, que nos faz repensar nossas atitudes e a forma como estamos conduzindo nossas atividades.
    • Avatar
      11 meses atrás
      Muito bom