Resumo de Irã

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Irã resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

7

Qualidades

  • Conhecimento Contextualizado
  • Panorama Geral
  • Para Iniciantes

Recomendação

Basta ouvir a palavra Irã e a maioria dos ocidentais vai provavelmente pensar nas ambições nucleares de Teerã, na crise dos reféns americanos ou no discurso do ex-presidente norte-americano George W. Bush sobre o “eixo do mal”. De acordo com o especialista iraniano Michael Axworthy, no entanto, há muito para descobrir sobre a história longa e pujante do Irã. Axworthy mergulha nos flertes do Irã com a democracia, sua rica tradição de poesia, seus conflitos com o resto do mundo muçulmano e sua exploração pelas potências ocidentais no século XX. A narrativa se arrasta um pouco quando Axworthy descreve a longa história do Irã, pelo menos para os leitores que desconhecem os atores e eventos dos tempos antigos. Mas o ritmo aumenta à medida que ele detalha os eventos atuais que soam familiares para a maioria das pessoas. Axworthy reconhece que o histórico dos direitos humanos do Irã é lamentável, mas sustenta o surpreendente argumento de que a nação não é tão antifeminista quanto muitos supõem. Em última análise, a exploração do autor sobre o passado e o presente do Irã é admirável, deixando de lado a retórica inflamada e oferecendo uma visão clara do país como um lugar com grandes falhas e promessas abundantes.

Sobre o autor

Michael Axworthy é diretor do Centro de Estudos Persa e Iraniano da Universidade de Exeter. De 1998 a 2000, ele foi chefe da Seção do Irã no Ministério das Relações Exteriores britânico.

 

Resumo

Pérsia: uma parte do mundo muçulmano e também um lugar à parte

O isolamento do Irã do resto do mundo está diminuindo lentamente, mas a história da nação persa – e seus efeitos na cultura, política e objetivos modernos do Irã – permanece pouco compreendida pelos de fora. O Irã se tornou uma nação muçulmana durante a conquista islâmica do século VII. Com o advento da dinastia Safávida, por volta de 1500, a religião estatal do Irã mudou de sunita para xiita – a seita minoritária dentro do mundo muçulmano em geral. Apesar de sofrer inúmeras invasões estrangeiras ao longo dos séculos, o Irã manteve sua própria linguagem e identidade. Durante a Era de Ouro Islâmica, os persas fizeram contribuições significativas para o entendimento da matemática e da ciência. Por exemplo, um cientista iraniano foi o primeiro a notar que a varíola e o sarampo eram doenças separadas. A poesia iraniana é também uma importante contribuição para a cultura global.

O Irã cede o controle do seu petróleo

Na virada do século XX, a monarquia iraniana de Qajar repassou os direitos sobre o petróleo do país ao empresário britânico William Knox D’Arcy. O petróleo iraniano foi uma importante fonte...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Reis e Presidentes
8
Segurança Nacional de Israel
8
A Era do Jihad
9
A Terceira Revolução
7
O Fim da Europa
7
Grandes Poderes, Grandes Estratégias
6

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo