Resumo de O Caminho da Servidão

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

O Caminho da Servidão resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

9

Qualidades

  • Inovativo

Recomendação

O economista austríaco F.A. (Friedrich) Hayek escreveu em 1944 esta apologia clássica da democracia e das economias de mercado e o fato de continuar a ser um bestseller mostra como foi rigoroso e ponderado na sua crítica do socialismo e das economias centralmente planejadas. O Caminho da Servidão cita a influência de Karl Marx e outros filósofos alemães que prepararam o povo alemão para abraçar o regime totalitário de Adolf Hitler. A Grande Depressão da década de 1930 intensificou as reservas quanto ao capitalismo e reforçou o apoio dos cidadãos dos países democráticos ao socialismo. Mas Hayek advertia que os cidadãos da América, Grã-Bretanha e outras democracias colocavam sua liberdade em risco ao exaltarem as metas do socialismo. Esta edição do clássico de Hayek inclui uma introdução abrangente preparada pelo editor do livro, uma anotação ampla do texto original e um apêndice com numerosos documentos relacionados, bem como a introdução à edição de 1994 escrita pelo perito em política monetária Milton Friedman. A getAbstract recomenda este livro aos leitores que desejam conhecer os trabalhos seminais neste campo e explorar as diferenças filosóficas entre o socialismo e o capitalismo.

Sobre o autor

Friedrich August von Hayek (1899-1992), economista austríaco, era um defensor das economias com base no mercado. Recebeu o Prêmio Nobel de Economia em 1974 e foi agraciado nos EUA com a Medalha Presidencial da Liberdade em 1991.

 

Resumo

Dúvidas Sobre a Democracia e o Capitalismo

A Arte Impraticável do Planejamento Central

Liberação e Limitação

O Estado de Direito

Lideranças Fracas e a Propaganda

Segurança, Prosperidade e Poder

Nas primeiras décadas dos anos 1900, europeus e americanos cada vez mais buscavam alternativas para o governo democrático e o capitalismo, especialmente durante a terrível depressão econômica na década de 1930. Muitos críticos questionavam o estilo mínimo e “liberal” de governo promovido pela democracia e se perguntavam se o socialismo poderia produzir melhores resultados. Eram devaneios perigosos. Para economias baseadas no mercado como as americanas e britânicas, uma reviravolta completa rumo ao socialismo significaria abolir os direitos de propriedade e adotar uma economia centralmente planificada, com cortes significativos no âmbito da tomada de decisão individual. É verdade que muitos adeptos do socialismo e outros tipos de regimes totalitários têm objetivos sociais semelhantes aos da democracia, mas os objetivos piedosos do socialismo não justificam os meios punitivos utilizados para atingi-los.   Poucos países haviam abraçado o socialismo...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Os Fundamentos da Liberdade
8
Implacável Mundo Novo
8
Fim de uma Era
8
A Estrada para Algum Lugar
7
O Fim do Século Asiático
8
Vizinhos Mais Próximos
9

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo