Resumo de O Colapso do Papel-Moeda

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

O Colapso do Papel-Moeda resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

9

Qualidades

  • Polêmico
  • Revelador
  • Panorama Geral

Recomendação

O dólar, a libra e todas as outras moedas não ligadas a uma fonte independente e imutável de valor, como o ouro, estão perdendo o valor. É o que diz o economista Detlev S. Schlichter, que navega de forma bem articulada pelo divisor de águas keynesiano- monetarista, inserindo no roteiro a escola austríaca de economia. Ele argumenta que o papel-moeda não é nada mais do que um dispositivo que os governos utilizam para controlar as economias e que o dinheiro não vale literalmente o papel em que é impresso. Esta é uma opinião controversa, mas bem elaborada. Schlichter é um escritor forte, que não se intimida ao defender uma perspectiva radical. Apesar de um tanto dado à autorreferência e repetições enfáticas, a getAbstract considera a perspectiva de Schlichter contrária às políticas monetárias e fiscais uma leitura altamente instigante para os defensores aguerridos do padrão-ouro ou para aqueles que buscam pontos de vista alternativos quanto aos tempos econômicos contenciosos em que vivemos.

Sobre o autor

Detlev S. Schlichter, escritor e economista da escola austríaca, já trabalhou como trader e gestor de investimentos.

 

Resumo

O Dinheiro Flexível

As pessoas assumem como líquido e certo que os pedaços de papel nas suas carteiras ou os dígitos que veem online nas suas contas bancárias representam o seu “dinheiro vivo” e que esse dinheiro tem realmente valor. No entanto, o papel-moeda ou dinheiro eletrônico sem o apoio de um material como o ouro ou a prata não tem valor intrínseco, exceto o que os governos e as sociedades lhe atribuem. Como resultado, os governos podem ajustar a oferta de papel-moeda de uma economia para atender às suas próprias necessidades e neste sentido o dinheiro é “elástico”. Mas a moeda lastreada em ouro, isto é, “o dinheiro-mercadoria”, mantém o seu valor independente da confiança ou crenças das pessoas e o Estado não tem como manipular o seu fornecimento; uma nação ou tem ouro ou não tem. Nas economias modernas, onde o dinheiro e as informações voam com rapidez mundo afora, a ideia de moedas lastreadas em ouro parece anacrônica e até mesmo impossível. No entanto, cartões de crédito, papel-moeda e transferências eletrônicas de fundos são simplesmente “tecnologias de métodos de pagamento” que poderiam facilmente existir em um sistema monetário lastreado por mercadorias...


Mais deste tópico

Mentalidade de Escambo
7
Os Fundamentos da Liberdade
8
Planas, Fluidas e Velozes
8
Tomando Decisões Eficazes
10
Como a Mudança Populacional Vai Transformar Nosso Mundo
8
A Maneira Correta de Ganhar
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo