Resumo de Vencendo a Guerra por Talentos nos Mercados Emergentes

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Vencendo a Guerra por Talentos nos Mercados Emergentes resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

8 Geral

8 Aplicabilidade

8 Inovação

7 Estilo


Recomendação

O estereótipo prevalecente de mulheres de países em desenvolvimento vitimizadas, submissas e sem escolaridade não corresponde à realidade. De fato, os números crescentes de mulheres nos BRICs e nos Emirados Árabes Unidos (EAU) com formação universitária rivalizam e frequentemente ultrapassam os de homens. Estas mulheres qualificadas representam uma rica reserva de talentos para empresas buscando a expansão em mercados emergentes. Contudo, as mulheres continuam enfrentando pressões sociais e discriminação organizacional em suas culturas. As multinacionais que ajudem estas mulheres a ultrapassar as restrições culturais e os preconceitos ameaçando suas aspirações ganharão acesso a uma fonte de talento. A economista Sylvia Ann Hewlett e a consultora de gestão Ripa Rashid apresentam argumentos muito fortes em favor da promoção destas profissionais altamente qualificadas. A getAbstract considera esta leitura essencial para gestores procurando contratar e operar em economias emergentes.

Neste resumo, você vai aprender:

  • Por que as multinacionais cada vez mais recrutam mulheres nos BRICs e nos EAU;
  • Que pressões culturais essas mulheres enfrentam; e
  • Quais práticas devem ser adotadas para reter estas profissionais qualificadas e ambiciosas.
 

Sobre as autoras

Sylvia Ann Hewlett dirige o Programa de Políticas de Gênero na Escola de Relações Públicas e Internacionais da Universidade de Columbia. Ela fundou o Center for Work-Life Policy (Centro de Política Trabalho-Vida), no qual Ripa Rashid é vice-presidente executiva.

 

Resumo

Por que as mulheres?

Os mercados em desenvolvimento emergiram como potências econômicas, lideradas pelos BRICs e pelos EAU. Enquanto a Europa Ocidental e os Estados Unidos se debatem com crescimento lento após a recessão de 2008, os BRICs e os EAU estão mais fortes do que nunca. Alguns economistas acreditam que nas próximas duas décadas o PIB conjunto dos BRICs ultrapassará o dos G7.

As multinacionais reconhecem este enorme potencial de crescimento, mas enfrentam o considerável desafio de descobrir e reter o talento de topo nestes mercados. Métodos antes eficazes – destacar executivos para o estrangeiro; recrutar no local homens formados no Ocidente; disputar funcionários locais qualificados – já não são suficientes. As empresas nos BRICs e nos EAU voltam-se agora para uma rica, em sua maior parte inexplorada fonte de talento: o grande número de mulheres qualificadas e ambiciosas ingressando no mercado de trabalho.

Por que as multinacionais ignoraram esta fonte de talento durante tanto tempo? Poucos estudos analisaram o potencial da força de trabalho de mulheres em mercados emergentes. Em vez disso, boa parte da pesquisa existente foca-se na opressão cultural...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Ganhar, Gastar, Investir
9
O Que Funciona de Verdade
9
Livres e Destemidas
7
Os Humanos Subestimados
8
Vontade Inabalável
7
Ouse Crescer
8

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo