Resumo de Liberdade

Procurando pelo livro?
Nós temos o resumo! Obtenha os insights principais em apenas 10 minutos.

Liberdade resumo de livro
Comece hoje:
ou conheça os nossos planos

Avaliação

9

Qualidades

  • Abrangente
  • Analítico
  • Eloquente

Recomendação

O filósofo Isaiah Berlin avaliou profundamente o conceito de liberdade, dedicando sua carreira a análises exaustivas e detalhadas sobre o assunto. Nesta compilação dos estudos clássicos de Berlin, desde o pensamento político da Grécia antiga até o New Deal, o falecido filósofo expõe seus argumentos e observações. Em sua jornada pelas ideias políticas, ele visita os estoicos, Karl Marx, Immanuel Kant, John Stuart Mill e John Locke, entre outros, e pondera sobre os conceitos de coerção, livre-arbítrio, autodeterminação e autoconfiança. Suas metáforas são muito úteis. Para explicar a sua noção de “liberdade negativa”, Berlin aponta para o exemplo de um homem amarrado a uma árvore. A liberdade desta pessoa está restrita, da mesma forma que um empregador não é livre para se envolver em práticas trabalhistas abusivas, observa o autor. No entanto, mesmo sendo uma leitura esclarecedora, o leitor deve digerir o texto em pequenas doses, já que os argumentos intrincados do autor exigem muita atenção. Porém, estes esforços são mais do que recompensados: Berlin nos oferece vasto conhecimento e entendimento para sermos capazes de articular a história antiga e os eventos atuais. A getAbstract recomenda o trabalho vintage de Berlin, inteligente e bem-elaborado, aos leitores que buscam consolidar sua compreensão sobre o pensamento político.

Sobre o autor

Isaiah Berlin, professor de teoria social e política em Oxford, foi o presidente fundador do Wolfson College.

 

Resumo

Liberdade

A liberdade política é um conceito em constante evolução que as pessoas vêm debatendo há séculos. Para os antigos gregos, a liberdade exigia que as pessoas participassem da criação das leis. O antigo conceito grego de democracia sustentava que enquanto o governo e a sociedade aplicassem as leis com justiça, cada pessoa teria a responsabilidade de agir de acordo com estas leis. Para os gregos, a questão mais pertinente era quem os governaria. Os primeiros pensadores democráticos sustentavam que a liberdade não é absoluta e carrega a responsabilidade de que as pessoas devem seguir a lei e enfrentar punição por quebrá-la.

Liberdade pessoal e pública

Os gregos não tinham a noção da separação entre as liberdades públicas e privadas. Este conceito surgiu mais tarde, depois que a Igreja e os Estados se intrometeram tanto nos assuntos pessoais que nasceu a ideia da esfera privada. No mundo moderno, a liberdade política pressupõe que você pode fazer o que quiser dentro dos limites da sua vida privada, desde que não prejudique ninguém. Esta ideia é subjacente aos escritos dos filósofos políticos John Locke, Voltaire, Tom Paine e John Stuart Mill. Nos últimos...


Mais deste tópico

Os clientes que leem esse resumo também leem

Os Fundamentos da Liberdade
8
O Caminho da Servidão
9
Política do Futuro
9
Vizinhos Mais Próximos
9
Fim de uma Era
8
A Terceira Revolução
7

Canais Relacionados

Comente sobre este resumo