Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

O Fim do Dinheiro

Acesse a sua conta getAbstract para obter o resumo!

O Fim do Dinheiro

Falsificadores, Pregadores, Especialistas em Computação, Sonhadores – e a Sociedade Futura Livre do Papel-Moeda

Da Capo Press,

15 min. de leitura
10 Ideias Fundamentais
Texto disponível

Sobre o que é?

Adeus dinheiro vivo; seja bem-vindo dinheiro eletrônico! Será que você vai sentir falta daquelas notas e moedas sujas e pegajosas?

Avaliação Editorial

7

Qualidades

  • Analítico
  • Visionário
  • Cativante

Recomendação

Todos gostam de dinheiro. No entanto, poucos entendem o que é o dinheiro ou quais as implicações envolvidas no desejo dos governos de eliminar o papel-moeda, tornando o dinheiro totalmente digital. Graças aos cartões de crédito, PayPal, pagamentos online, entre outros avanços, o dinheiro vivo está caindo cada vez mais em desuso. David Wolman, editor da revista Wired, examina todos os aspectos do dinheiro e explica por que o conceito do papel-moeda pode estar com os dias contados. Embora o fim do dinheiro possa não parecer muito provável no momento, a getAbstract recomenda as ideias do autor sobre a moeda eletrônica a todos que buscam compreender melhor qual o futuro do dinheiro.

Resumo

O Dinheiro Faz o Mundo Girar

O dinheiro pode assumir a forma de cheques, cartões de crédito, bits de computadores, cartões de presente e até mesmo dólares da Disney. A sua forma mais comum é o papel-moeda: notas e também moedas que representam a moeda das nações soberanas. O dinheiro tem alguns problemas específicos. É caro fabricá-lo. O penny e o nickel americanos custam mais do que o seu valor nominal. As cédulas de dólar são mais baratas dos que as moedas, mas elas têm uma vida útil limitada e, portanto, a sua produção é mais dispendiosa. No entanto, imprimir notas de US$ 5 custa menos do que o seu valor nominal. Essa diferença entre o valor nominal e o custo de fabricação é conhecida como senhoriagem, o lucro que os governos obtêm quando fabricam dinheiro. Muitas moedas hoje em dia são em grande parte inúteis, porque a inflação corrói o seu valor. Alguns economistas e outros observadores experientes questionam se os governos deveriam ainda se preocupar com a cunhagem de moedas.

Os defensores do dinheiro eletrônico ou digital gostariam de se ver livres de todo dinheiro físico. Eles acreditam que ele já perdeu a sua utilidade. Os críticos...

Sobre o autor

David Wolman é editor assistente da revista Wired. Ex-acadêmico de jornalismo no Japão através do programa Fulbright, Wolman escreve para The New York Times, The Wall Street Journal, Time e Nature.


Comente sobre este resumo